© 2019 Cipriani. All Rights Reserved. Website Designed by Daniel James Consulting

História do Cipriani

HARRY’S BAR – OS INÍCIOS

 

Em 13 de maio de 1931, Giuseppe Cipriani abriu o Bar de Harry em Veneza. Localizado no primeiro
andar de um armazém abandonado de um beco na Praça São Marco, o Bar de Harry estava designado a ser destino por direito próprio. Nomeado como ícone italiano em 2001, essa intenção não pôde ter sido mais cumprida.

Com 50 metros quadrados, parecia que era um típico restaurante “aconchegante” veneziano, mas
com sua atenção cuidadosa até o detalhe e mobiliário perfeitamente proporcionado, cristais e
talheres, o Bar de Harry era qualquer coisa exceto típico. Durante anos, o famoso ambiente de relax
tem sido imitado, mas nunca reproduzido.

 

Nos 88 anos que seguiram à sua abertura, o Bar de Harry tem-se convertido em um dos mais famosos
restaurantes do mundo. Sem mudanças desde 1931 e ficando fiel aos seus princípios da fundação, o
Bar de Harry tem atendido um grupo distinto de patrões que tem gravitado rumo a esta Instituição
italiana. De Reis, Rainhas e legendas de Hollywood a Ernest Hemingway, Orson Welles, Rainha
Elizabeth II e Truman Capote, o Bar de Harry teve uma clientela devota no decorrer dos anos cuja
apreciação do atento serviço, boa cozinha e um ambiente de encanto único os levou a voltar uma e
outra vez. O restaurante tem sido e continua sendo supervisado por Arrigo Cipriani.

HARRY’S DOLCI

 

Em 1981, Arrigo abriu “Harry’s Dolci” na ilha de Giudecca em Veneza, um oásis de tranquilidade
na agitada cidade. Localizado ao lado de um velho moinho com as mesas do restaurante
cuidadosamente colocadas na frente do canal mais grande da cidade, faz a delícia com vistas atravésda água da Praça São Marco. Da mesma forma que o Bar de Harry em Veneza, Os Doces de Harry tem-se convertido não somente em um local preferido, mas também em um local desejado pelos
visitantes para fugir da frenética cidade.

ATRAVÉS DE UM OCEANO

Os estabelecimentos Cipriani em Veneza se tornaram tão famosos que demandarão sua extensão ao
Médio Oriente, Ásia do outro lado do Atlântico. O ambiente único e o simples, no entanto elegante,
estilo destes tão queridos bares Venezianos partiu para a cidade de Nova Iorque.

A apresentação de Cipriani em Nova Iorque foi em 1985, quando Arrigo e seu filho, Giuseppe, abriu
Harry Cipriani em uma esquina do majestoso Central Park, localizado na Rua 59 e a Quinta
Avenida. A empresa foi tão sucedida que em 1996, Giuseppe abriu “Cipriani Downtown”(Centro) em
Soho. O talento da família Cipriani na eleição de lugares foi novamente notória, entanto “Cipriani
Downtown” abriu muito antes de que Soho se tornar o bairro emocionante, eclético e referente para
restaurantes e centros comerciais como é hoje.

Em 1998, “Rockefeller Center” aproximou-se do Cipriani para assumir atividades para o “Rainbow
Room”, a personificação do luxo de Manhattan, com suas espetaculares vistas do horizonte e
interiores ricos em Art Deco. O “Rainbow Room” foi a lógica união para o portfólio Cipriani.
Cipriani tornou-se em representante deste famoso ícone de Nova Iorque, até sua locação acabou em
junho de 2009.

A marca Cipriani continuou sua expansão em Nova Iorque com “Cipriani 42nd Street” (Rua 42),
outra empresa de banquetes de luxo, que abriu em 1999 em um edifício emblemático que era
previamente o famoso bairro de “Bowery Savings Bank” e remonta a 1921. É destacável pela sua
arquitetura ornamentada e está localizado oposto a outro emblemático, “Grand Central Terminal”. O
chão de mosaicos de mármore tem para muitos reminiscências da basílica de São Marco em Veneza.
Glamoroso, elegante e agora imbuído da atitude Cipriani da boa vida, “Cipriani 42nd Street”
rapidamente estabeleceu-se como uma instituição de Nova Iorque.

No final de 2004, Giuseppe Cipriani associou-se com um conhecido promotor para adquirir um belo
edifício emblemático em Wall Street 55 que previamente funcionava como o Mercado de Troca e
Aduana de Nova Iorque. Para o deleite dos profissionais locais de Wall Street e pessoas do mundo
dos negócios internacionais, o primeiro clube de Residências Cipriani abriu em 2005, seguido pela
abertura do Club 55 Cipriani em 2008. Estes Clubes de Residências são os primeiros em uma extensa
lista de desenvolvimentos planejados por Cipriani em cidades em todo o mundo. Giuseppe teve uma
grande visão para este ícone no centro e comprou a grande sala de gala para ajuntar ao portfólio
Cipriani de instalações de banquetes de luxo na cidade de Nova Iorque. Cipriani Wall Street recebeu
alguns dos mais elegantes eventos sociais e galas, incluindo a conhecida Série de Concertos Cipriani
Wall Street. Recentemente incluído ao portfólio de eventos temos a área do “Iconic Cunard
Building” (Icônico Edifício Cunard) na Broadway 25 outro edifício emblemático interior e exterior
que é conhecido como o espaço mais romântico do mundo. Restaurante Cipriani Miami (2013).

AO ESTE E ALÉM

Na primavera de 2003, Cipriani abriu Cipriani Hong Kong, um restaurante no 12º andar do edifício
do antigo Banco de China, uma área Art Deco esplêndida que lembra o esplendor dos anos 20’.
Cipriani associou-se com o magnata chinês dos negócios, Sir David Tang para criar um dos mais
prestigiosos clubes privados na China.

Em maio de 2012, duas outras locações foram incluídas ao portfólio europeu: Cipriani Monte Carlo
“Downtown Ibiza” (Centro).

Em 2010, agora visando ao Médio Oriente, Cipriani apresentou Cipriani Ilha Yas, um destino de luxo
total da hotelaria para os Emiratos Árabes Unidos. Em 2015 abriram, na cidade de México (Cipriani
Masaryk), Cipriani Dubai, Socialista (Dubai) e Socialista (Londres).

Em 2018 abriram Cipriani Riyadh na Arábia Saudita e Cipriani Las Vegas.

Click to Call Image.png